quarta-feira, maio 26, 2010

Paulista de coração


Sou mineira, mas escolhi São Paulo para viver. Lá, vivi por alguns dos melhores anos da minha vida. Saí de lá, mudei de país e, daqui da Itália, olho esta foto e me dá uma saudade.... mas não quero voltar, não! Esta relação ambígua me faz comentar a notícia da pesquisa Mercer de Qualidade de Vida que aponta São Paulo em 117o. lugar em "qualidade" de vida.
Leia mais aqui.

sábado, maio 22, 2010

Vai voar urânio pra todo lado!

Ninguém aqui é bobo de achar que Lula intermediou um acordo entre Irã e Turquia somente pra ganhar notoriedade internacional. Lula e Amorim sabiam muito bem o que o Conselho de Segurança da ONU pensaria sobre isso e seguiram adiante. Pois bem, vamos tentar desenrolar este novelo, passando do urânio aos interesses iranianos e brasileiros.

Urânio


O urânio enriquecido pode servir como energia nuclear para fins pacíficos ou não. Para fins energéticos, basta um enriquecimento mínimo de 3,5%. Para pesquisas, 20% e para bombas atômicas, 90%. O Irã, atualmente, tem urânio enriquecido a 3,5%, mas já está enriquecendo-o a 20%, o que leva cerca de um ano. O processo do enriquecimento a 20% é mais difícil do que de 20 a 90% e leva penas mais seis meses para atingi-lo.


Brasil


O Brasil é hoje, um dos poucos países no mundo com conhecimento técnico para enriquecer o urânio até o seu ultimo estágio. Atualmente, enriquece o urânio a 20%, projeto inspecionado pela Marina, em Aramar (Iperó-SP), como segredo industrial ao qual nem mesmo a Agência Internacional de Energia Elétrica tem acesso. A produção é destinada a abastecer reatores de pesquisa e, futuramente, mover o submarino a propulsão nuclear, além de um novo reator de pesquisa, em fase de projeto.O Brasil é o sétimo país, no mundo, em extração do urânio. E olha que conhecemos somente 25% do nosso solo! A extração é feita na mina de Caetité (Lagoa Real- BA), mas outra mina, em Santa Quitéria (CE), deve entrar em operação daqui dois anos.


Irã


Ninguém sabe, exatamente, qual a quantidade de urânio disponível no Irã. Aliás, ninguém sabe exatamente nada sobre o Irã, além da violação dos direitos humanos tão ferozmente aplicado naquele país. Esta falta de conhecimento sobre o que acontece naquela parte do mundo é um dos problemas entre o Conselho de Segurança da ONU e Ahmadinejad. O ditador iraniano se nega a abrir as portas para uma inspeção em suas instalações e suas pesquisas sobre o enriquecimento de urânio. Ahmadinejad diz que precisa do urânio enriquecido para fins de pesquisas médicas, mas ninguém acredita esta imagem de líder preocupado com a saúde pública. Ou quase ninguém. O Brasil e a Turquia parecem que sim!


Relações perigosas



No ano passado, o G5+1 (China, Rússia, Inglaterra, EUA, França + Alemanha) ofereceu a Rússia e a França para fazerem o enriquecimento do urânio a 20% para o Irã. Ahmadinejad disse não porque temia que o urânio nunca voltasse ao seu país. Como se a ONU fosse roubar o minério dele! Com isso, novas sanções estavam por vir, o que levantou uma defesa feroz por parte do Brasil e da Turquia e foi quando o acordo começou a ser costurado efetivamente.



No tal acordo assinado esta semana, a Turquia pegará 1,2 tonelada de urânio e, doze meses depois, entregará 120kg do material enriquecido a 20%. Mas este acordo, diferente da proposta anterior pela ONU, não garante nada ao resto do mundo. Ao contrário! Faz do Irã um país "colaborador" com a ONU, mas na verdade, enquanto isso, ele ganhará tempo e poderá continuar com o seu enriquecimento (como já disse que vai fazer) ou aproveitar para desenvolver a técnica para chegar ao enriquecimento a 90% para armas nucleares. E, melhor! Sem a inspeção de ninguém!


A quantidade de urânio que o Irã mandará à Turquia é irrisória perto das 400 toneladas ao ano que a mina de Caetité, no Brasil, produz. Ou seja, somos um país muito interessante aos olhos de Ahmadinejad (e não só "uraniamente" falando, mas isso fica para outras reflexões).


Se o Brasil tem a tecnologia para enriquecer o urânio do Irã, porque não assinou Lula o acordo com aquele país?


A resposta oficial é que o Brasil não tem, ainda, estrutura suficiente para enriquecer o urânio em escala industrial. Mas não podemos esquecer que estamos em ano eleitoral e, por mais que Lula não se importe em ser chamado de irmão brasileiro do Irã, uma coisa é posar para foto e fazer discurso bonito de tolerância, a outra, é mandar - oficialmente - urânio ao Irã, enfrentar direta, política e economicamente o Conselho de Segurança da ONU.


Em fevereiro deste ano, correu à boca pequena que Brasil e Irã estavam firmando um acordo neste sentido. Autoridades iranianas chegaram a afirmar que estavam discutindo com o Brasil o enriquecimento do minério em solo brasileiro, mas o Itamaraty desmentiu rapidinho.


Não podemos nos esquecer que, dois anos atrás, veio à tona um acordo bancário secreto entre Brasil e Irã para burlar as sanções da ONU. Tem muitas coisas mal explicadas nesta parceria de Lula com Ahmadinejad. Por isso, não dá para pensar que o Brasil, como mediador de um acordo entre Turquia e Irã não ganhe nada.


Mediadores comerciais levam um percentual pelo trabalho, sempre. Neste caso seria diferente? Acho muito difícil. Até porque, em se tratando de energia nuclear, não dá pra confiar em ninguém. Nem mesmo nos signatários do Tratado de Não-Proliferação das armas nucleares, como o Brasil.


Diga-se de passagem que Israel, que não é signatário, não permite uma inspeção em suas instalações nucleares. Diga-se de passagem que Paquistão e Índia já confirmaram ter bombas nucleares. Coréia do Norte, que também não faz parte do Tratado, já anunciou que tem capacidade para fabricar bombas nucleares.


Meus amigos, os países estão armados até os dentes. Por que temos que acreditar que o Brasil só quer participar de um acordo "de paz"?


Pra mim, vai voar urânio pra todo lado! Vai ser uma troca de tecnologia, enriquecimento, urânio e bombas para todos os lados, inclusive para o Brasil que, oficialmente, não poderia fabricar armas nucleares, mas o Irã (que não está nem aí) pode, certo?


Não podemos esquecer, também, que Lula visa ser um ícone mundial. Se ele sabia que se posicionando a favor do Irã dividiria opiniões (e obviamente sabia desde que começou a assinalar esta parceria), Lula mostra que tem um plano que foge às fronteiras brasileiras. Vai além da ONU. Talvez termine em uma nova potência formada por nações "inimigas", uma nova força para enfrentar o "poderio" norte americano e Israel.


Vai saber! Na dúvida, duvide!



sábado, maio 15, 2010

o cheiro da morte

video

A Itália acaba de inaugurar o primeiro museu sobre a máfia sicliana, Cosa Nostra. São 150 anos de história contados em forma de fotografias, pinturas, música e ambientes claustrofóbicos que retraram o horror do poder da máfia. São, também, dezenas de recortes dos principais jornais italianos que ilustram as mortes, as prisões, os abusos e as conexões da máfia e, não à toa, as polêmicas cabines "eleitorais" são usadas para ambientar os principais métodos de morte e tortura usados pela máfia. Em uma das, a simulação de um açougue sujo de sangue. Em outras, pode-se sentir o cheiro de corpos carbonizados. Estas "salas da violência" causaram polêmica e o acesso foi proibido a menores de 16 anos, depois que duas pessoas passaram mal ao visitá-las.

Cada país tem o seu "mal". Religião (ou em nome dela), drogas, poder, armas, trabalho escravo, prostituição infantil e, por fim, a política, quando esta não está ligada a todos os anteriores (o que normalmnte está!). A Itália não é diferente. Tem seus bens e seus males, que só sobrevivem graças à corrupção que gera a impunidade. Nada de novo, muito menos para um país onde a máfia governou desde o início da sua existência. Se a Cosa Nostra completa 150 anos, não por coinciêndia, a unificação da Itália também!

Em algumas regiões da Itália, a máfia é praticamente invisível o que não quer dizer que não exista, que não haja. Existe e age, como nos monopólios empresariais e nas licitações de cartas marcadas, tão conhecidas também no Brasil. Em outras, como no sul do país, ela ainda recolhe o "pedágio", embora muitos comerciantes estejam começando a enfrentá-los. Recentemente, um mafioso foi preso e se disse indignado, "humilhado" ao perceber que o povo já não o respeitava mais como antes!

Viva este povo! Viva a coragem!


Depois de levar seus tentáculos aos Estados Unidos, a Cosa Nostra espalhou-se pelo mundo, extorquindo, traficando, assassinando integrantes, traidores, jornalistas, juristas e inocentes. A máfia do século 21, em todo o mundo, não usa mais a pistola como antes, mas o cunho político. Sem tanta barbárie, sem tanto alarde, com mais precisão e eficiência, o que não a torna mais limpa, mas mais civilizada. Um tipo de organização ainda mais perigosa contra a qual se torna cada vez mais difícil de lutar.

Os horrores cometidos por serem humanos contra seres humanos tornou-se uma repetição na nossa história de vida e principalmente de mortes. Guerras, seitas, religiões, disputa de poder, ganância, ditaduras, crimes organizados. Quantos museus, monumentos e páginas dos livros de história são e ainda serão dedicados à nossa própria destruição?

É impossível, hoje, contar o número de mortos pela criminalidade, seja ela pequena ou grande e organizada. É impossível contar o número de vítimas diretas e indiretas que a máfia fez e ainda faz na Itália. É impossível ficar indiferente às imagens expostas no Museo della Mafia. É impossível não sentir o cheiro da morte, só de pensar no futuro que teremos se não fizermos algo, seja aqui, aí ou acolá.

segunda-feira, maio 10, 2010

"Forrest Lula" ou "Forrest povo"?

Recebi este texto por email. Não sei se o autor é verdadeiro, mas achei tão interessante que vou reproduzi-lo aqui. Por precaução, omito apenas algumas informações sobre a referência ao autor.

O único problema é que, como a charge abaixo, Lula pode ser um idiota, mas ele está lá, afinal, não está? E pegando milhões do nosso dinheiro, não está? Infelizmente, somos mais idiotas do que ele...

Mesmo assim, leiam, vale à pena!



Forrest Lula (por Wagner ******)

Todos conhecem o filme "Forrest Gump", que narra a história de umimbecil que sobe na Vida auxiliado por circunstâncias a ele,absurdamente, favoráveis. Nós brasileiros temos aqui o nosso"Forrest Lula", pelas razões que apresento abaixo:



1-) Lula pensa que chegou à Presidência do Brasil pela suacompetência; mas, conseguiu tal proeza por uma junção entre sua"persistência malufiana" e o "mudancismo" do eleitor, que SÓ pelodesejo de Mudar, nem se sabe o quê, vota alternadamente emcandidatos como Maluf, Collor e depois em Lula & Companhia.



2-) Lula pensa que é respeitado no Exterior; mas, não passa de uma"Curiosidade Zoológica", como o mico-leão dourado. A "esquerda"romântica de lá acha lindo um operário do Terceiro Mundo tervirado Presidente... se ele é competente ou não, o terceiro mundoque se dane.. Mais ridículo do que ele próprio, é o fato deleacreditar que é "O CARA" (para Nós "DE PAU").



3-) Lula pensa que somos idiotas ao dizer que fez Novos ProgramasSociais como o Bolsa-Família, que é o EX-Bolsa Escola (retificadopara PIOR, pois antes era direcionado à EDUCAÇÃO das CriançasPobres Brasileiras e hoje incentiva o aumento da natalidade, comconseqüente Crescimento da Pobreza Nacional), já existente duranteo Governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso. De concreto, o queele fez MESMO, foi proteger os "terroristas sem-terra" (do MST) etransformar o Bolsa-Escola em Bolsa-Esmola.



4-) Lula pensa que faz sucesso com a Imprensa; mas, na verdadecontou apenas com uma Imprensa domesticada e cordial, pelo menos atéos recentes escândalos.



5-) Lula pensa que não existe ninguém que possa questioná-lo,tanto em Ética, quanto em Política; mas, isso só acontece porqueele nunca se expôs a entrevistas coletivas sérias, com jornalistasespecializados, onde teria que dar uma satisfação objetiva de seudesempenho como Presidente do Brasil.



6-) Lula pensa que é "imune" a essa Crise Econômica Mundial,porque seu percentual de aprovação ainda é alto; mas, vamoslembrar que a maioria dos Brasileiros, infelizmente, não temEDUCAÇÃO, nem CULTURA. Aqueles que ainda confiam nele são tãoignorantes quanto ele; por isso, não sabem o que, realmente,acontece e são facilmente enganados e manipulados.



7-) Lula pensa que é o responsável pelo sucesso da PolíticaEconômica Brasileira; mas, isso se deve única e exclusivamente àmanutenção da Diretriz Econômica Programada durante o Governo doPresidente Fernando Henrique, que nomeou Henrique Meirelles comoPresidente do Banco Central do Brasil e que, Graças a DEUS, estálá até hoje.



8-) Lula pensa que foi responsável pelo aumento das exportaçõesbrasileiras; mas, isso somente aconteceu como consequência de umasérie de Fatores Anteriores ao seu governo, MAIS as circunstânciasfavoráveis do Cenário Internacional.



9-) Lula pensa que não sofrerá o "Impeachment", porque está acimade TUDO e de TODOS, o que acontece no Cenário Político Nacional,embora Collor tenha sido defenestrado por muito menos.(Uma peruaElba) Na Verdade, ele somente vai ficar na Presidência do Brasilporque não interessa a ninguém transformá-lo em Mártir, dando-lhea chance de retornar à Política como Herói, futuramente.



* Wagner ****** é professor do Departamento de Biologia Aplicada daUSP.