quarta-feira, janeiro 03, 2007

2007

O que eu amo na vida é saber que tudo é um ciclo.
Se algo termina, algo começa.
Se alguém se vai, outro chega... e assim por diante.

Por isso, não faço retrospectiva. Faço, sim, planos!
Olho pra frente, penso adiante, penso pra cima!Bom, pelo menos, tento. Tento isso todos os dias. Confesso que algumas madrugadas nem sempre é possível. Mal consigo assimilar que um novo dia está começando. Afinal, meu dia começa quando ainda é noite, e meus colegas de trabalho sabem muito bem do que estou falando...

Enfim, retomando a idéia original, 2006 já era, se foi, xô!

Entrando já nos primeiros dias do ano, quase caí na tentação de fazer promessas: "Vou parar de fumar, entrar numa academia, fazer regime, parar de brigar por coisas pequenas, curtir mais a vida, ler mais livros, ir mais ao cabeleireiro, comprar mais roupas, controlar melhor minhas finanças, bla bla bla"

Quase caí.... quer dizer, caí um pouquinho só, mas logo me recuperei. Sei que vou continuar me chocando com a política, com a injustiça e a crueldade humana (como se fosse possível evitar) mas talvez este ano seja diferente. Seja um ano em que as pessoas se importem mais umas com as outras, que sejam mais felizes e façam os outros mais felizes tb.

Este ano, quero apenas isso: A minha felicidade....e a sua também!

4 comentários:

Júnia Turra disse...

Quando sabemos que ainda existem pessoas como vc, as mazelas da vida ficam de lado, porque o encontro é mais importante que tudo: o encontro do querer bem, o encontro da sinceridade, o encontro daquilo que é mais precioso na vida. E isto nao se compra, alguns têm a sorte de encontrar e de perceber, outros nao. O seu exemplo é prova de que, apesar de todo o avesso, ainda vale a pena continuar com o pé na estrada! Feliz todos os dias e anos pra vc!

Dila Pereira disse...

Olho pra 2006 e sinto que foi um ano acelerado e dificil, muito doloroso às vezes, e com alguns momentos bons.. realmente bons... e que estão devidamente guardados, mas sso não chega a ser uma retrospectiva, até porque não tinha pensado nisso até ler o seu texto (risos)
E de qualquer forma, olho pra trás e particularmente não sinto saudades de 2006. Eu não fiz planos pra 2006 (com exceção de um único projeto pessoal, que continua e vai indo muito bem !) e ele passou.

E para 2007 tenho poucos planos, embora muito importantes, mas independente deles, o que mais quero é continuar a ter meus amigos por perto e acima de tudo quero "viver", no melhor sentido da palavra... e isto significa sim, ser feliz também.

Feliz 2007 pra você Érika e à todas estas pessoas especiais que você tem ao seu lado.

Juliana disse...

Bom, eu dificilmente faço planos, muito menos promessas (teve um fim de ano que fiz até uma listinha de coisas a fazer no ano seguinte, mas quando a correria do ano novo começou, não lembrava nem onde tinha feito a tal lista!).
Retrospectivas também não levam a lugar algum, como sempre digo, não me arrependo de nada do que fiz e sim daquilo que deixei de fazer, o que com certeza poderá ser feito em outra oportunidade.
Em todo caso, desejamos coisas boas pra nós e para todos, não é mesmo?
Feliz 2007 pra vocês!

Juliana Pavesi disse...

ai ai ai...não sei nem me identificar: juliana é Juliana Pavesi, tá?